Polônia celebra Data Nacional, evocando primeira Constituição

Em noite festiva, o Cônsul Geral  Márek Makowski reuniu membros

Cônsul Marek Makowski ouvindo a execução dos Hinos Nacionais

da comunidade polonesa e convidados para celebrar   a Data Nacional da República da Polônia-Constituição de 3 de maio de 1791.  O evento aconteceu na sede da Sociedade Tadeusz Kościuszko e Casa da Cultura Polônia Brasil, no Centro de Curitiba.

Participaram também da  comemoração os cônsules Pedro Ezequiel

Presença dos Cônsules Pedro Marotta (Argentina) e Jonathan Bittencourt (Tanzânia) com esposa Beliza

Marotta (Cônsul da Argentina), Ozeil Moura dos Santos (Cônsul Geral honorário do Senegal), Mariano Czaikowski (Cônsul honorário da Ucrânia), Jonathan Bittencourt (Cônsul Honorário da Tanzânia), Hiroshi Teramichi (Consul Geral Adjunto do Japão), Maria Salamandra (Vice-Cônsul da Itália).

Márek  Makowski falou da importância da data,  lembrando que a Constituição de 1791, embora tenha durado apenas 4 anos (depois disso, por 120 ano o  País ficou sob dominação estrangeira), foi

Peter ter Poorten com a vice-Cônsul da Itália, Maria Salamandra (d), e a filha dela, Eva Sebastiani

precursora das constituições democráticas que vieram depois, em toda a Europa. O Cônsul também lembrou ser a Polônia integrante da União Européia, após os anos difíceis  vividos sob o regime comunista, vivendo agora  por um tempo de progresso e crescimento em sua economia. Makowski ainda  fez um convite para que os brasileiros visitem a Polônia, pois “irão encontrar um País muito bonito e acolhedor, onde todos vão se sentir muito bem  e felizes com o que irão ver”.

O Coral João Paulo II cantou os Hinos Nacionais da  Polônia e do

Brasil. Antes do coquetel servido na ocasião, foi anunciada a distribuição do número zero do “Boletim Tak!”, classificado como “Agenda Cultural Polônia Brasil” e que, nas palavras do

Cônsul Márek, deverá se tornar uma vitrine cultural e social polônica.

As celebrações continuaram no domingo, 7, com Missa Solene,  na Igreja Santo Estanislau,  celebrada pelo padre Kazimiersz Dlugoz, Provincial da Congregação da Sociedade de Cristo, no Brasil. <>

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *